Menu

Planetas do Sistema Solar

Mercúrio: o planeta intermitente

Mercúrio: o planeta intermitente

Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol no nosso sistema solar e o menor dos oito planetas principais.

Tem um diâmetro de cerca de 4.880 quilómetros, o que o torna apenas ligeiramente maior que a nossa Lua. Devido à sua pequena massa, sua gravidade superficial é de apenas 38% da gravidade da Terra. Isto significa que um objeto que pesa 100 kg na Terra pesaria apenas 38 kg em Mercúrio.

Abaixo mostramos uma tabela com as principais características:

Posição no Sistema Solar

Primeiro planeta a partir do Sol

Diâmetro

Aproximadamente 4,880 km

Tempo

3,30×10^23kg

Gravidade

3,7 m/s² (38% da gravidade da Terra)

Rotação (dia sideral)

59 dias terrestres

Tradução (órbita ao redor do Sol)

88 dias terrestres

Duração do dia solar

176 dias terrestres

Temperatura diária

Até 430°C

Temperatura noturna

Até -180°C

Atmosfera

Praticamente inexistente, composto principalmente por oxigênio, sódio, hidrogênio, hélio e potássio

Superfície

Cheio de crateras, semelhantes à Lua

Núcleo

Grande núcleo metálico, composto de ferro e níquel, ocupa aproximadamente 85% do raio do planeta

Campo magnético

Presente, aproximadamente 1% do campo magnético da Terra

Exploração espacial

Visitado pelas missões Mariner 10 (1974-1975) e MESSENGER (2011-2015)

Importância científica

Ajuda a compreender os efeitos da radiação solar e a formação inicial do sistema solar

Rotação e tradução

Uma das características mais interessantes de Mercúrio é a sua rotação lenta combinada com a sua rápida órbita em torno do Sol.

Mercúrio leva 59 dias terrestres para completar uma rotação em seu eixo, mas leva apenas 88 dias terrestres para completar uma órbita ao redor do Sol. Isso significa que um dia em Mercúrio (um ciclo completo de dia e noite) dura 176 dias terrestres. Como resultado, um dia solar em Mercúrio dura, na verdade, dois anos de Mercúrio.

Velocidade linear e angular

Mercúrio tem uma órbita altamente elíptica que o leva a uma distância média de 57,91 milhões de quilômetros do Sol. Sua velocidade linear nesta órbita é de aproximadamente 47.856 km/h, o que o torna o planeta mais rápido do nosso sistema solar. Essa alta velocidade ocorre porque deve gerar uma grande força centrípeta para compensar a forte atração gravitacional do Sol.

A velocidade angular de Mercúrio é de aproximadamente 8,26 × 10⁻⁷ radianos por segundo. Esta medida descreve o ângulo que Mercúrio percorre em sua órbita por unidade de tempo. Devido ao seu curto período orbital de apenas 88 dias terrestres, Mercúrio completa sua órbita rapidamente em comparação com outros planetas.

Superfície e atmosfera

A superfície de Mercúrio está coberta de crateras, semelhantes às encontradas na Lua, que são o resultado de impactos de asteróides e cometas ao longo de milhares de milhões de anos.

No que diz respeito à atmosfera, Mercúrio não possui uma atmosfera significativa que possa proteger a sua superfície destes impactos ou causar erosão.

Temperatura

Mercúrio é o planeta com a maior amplitude térmica do Sistema Solar: entre 430 e -180 graus Celsius.

Devido à sua proximidade com o Sol, Mercúrio experimenta temperaturas extremas. Durante o dia, as temperaturas podem atingir os já mencionados 430 graus Celsius.

No entanto, devido à falta de uma atmosfera que retenha calor, as temperaturas noturnas podem cair para -180 graus Celsius.

Estrutura interna

Acredita-se que Mercúrio tenha um grande núcleo metálico composto principalmente de ferro e níquel que ocupa aproximadamente 85% do seu raio, o que é desproporcionalmente grande em comparação com os outros planetas terrestres.

Acima do núcleo, há um manto rochoso fino e também uma crosta relativamente fina. A grande proporção do núcleo sugere que Mercúrio pode ter sofrido um impacto gigante no passado que removeu grande parte do seu manto e crosta originais.

Campo magnético

Apesar de seu pequeno tamanho e rotação lenta, Mercúrio possui um campo magnético, embora seja muito mais fraco que o da Terra, aproximadamente 1% do campo magnético terrestre.

Porém, sua existência é surpreendente e tem sido objeto de muitos estudos. Acredita-se que o campo magnético de Mercúrio seja gerado pela dinâmica do núcleo metálico líquido.

Explorações científicas

Até o momento, Mercúrio foi visitado por duas grandes missões espaciais. A primeira foi a missão Mariner 10 da NASA, que fez três sobrevôos por Mercúrio entre 1974 e 1975, fornecendo as primeiras imagens detalhadas da superfície do planeta. A segunda foi a missão MESSENGER (MErcury Surface, Space ENvironment, GEochemistry, and Ranging), também da NASA, que entrou em órbita de Mercúrio em 2011 e continuou estudando o planeta até 2015.

A MESSENGER coletou uma riqueza de dados sobre a composição da superfície de Mercúrio, seu campo magnético e sua exosfera (uma tênue concha de átomos e partículas que envolve o planeta).

Importância científica

O estudo de Mercúrio é importante por vários motivos. Sendo o planeta mais próximo do Sol, Mercúrio oferece uma oportunidade única para estudar os efeitos da intensa radiação solar e do vento solar num planeta rochoso. Além disso, a composição e estrutura de Mercúrio podem fornecer pistas sobre os processos que ocorreram durante a formação inicial do sistema solar.

Acredita-se que o conhecimento das características de Mercúrio também pode facilitar o estudo de exoplanetas que orbitam perto de suas estrelas, uma vez que muitos exoplanetas descobertos até agora têm órbitas muito próximas de suas estrelas, semelhantes à órbita de Mercúrio em torno do Sol.

Por que é chamado de Mercúrio?

Deus romano MercúrioO planeta Mercúrio deve seu nome à mitologia romana. Os romanos batizaram-no em homenagem ao seu deus Mercúrio, o mensageiro dos deuses, conhecido por sua velocidade e agilidade. Essa escolha se deu pela velocidade com que o planeta Mercúrio se move no céu.

Ao observá-lo, os astrônomos antigos notaram que Mercúrio se move rapidamente em comparação com outros planetas, completando uma órbita ao redor do Sol em apenas 88 dias terrestres. Esse movimento rápido evocou a imagem de Mercúrio, o deus alado, que se movia rapidamente para cumprir suas tarefas, levando mensagens e realizando missões para outros deuses.

O planeta também tem outros apelidos:

Sim, Mercúrio possui vários apelidos devido às suas características e história na astronomia. Alguns dos mais comuns incluem:

  1. “O mensageiro dos deuses” : pela razão exposta acima.
  2. "A estrela da manhã" e "a estrela da tarde" : este nome ocorre porque Mercúrio pode frequentemente ser visto perto do horizonte, pouco antes do nascer do sol ou logo após o pôr do sol.
  3. "The Flashing Planet" : Devido à sua proximidade com o Sol, o planeta é visível apenas por breves períodos durante o crepúsculo e não é visível durante a maior parte do ano. Isso faz com que pareça "intermitente" em sua visibilidade da Terra.
Autor:
Data de publicació: 17 de junho de 2024
Última revisió: 17 de junho de 2024