Menu

Planetas do Sistema Solar

Marte, o planeta vermelho

Marte, o planeta vermelho

Marte, conhecido como o “planeta vermelho” devido à sua cor avermelhada distinta, é o quarto planeta do Sol no nosso sistema solar. Essa cor característica vem da presença de óxidos de ferro em sua superfície.

Marte despertou grande interesse entre os cientistas e o público em geral devido às suas semelhanças e diferenças com a Terra, bem como à possibilidade de vida passada ou futura.

Além da Terra, Marte é o planeta com maior probabilidade de ter hospedado vida no passado. Evidências como leitos de rios antigos, minerais hidratados e a presença de água líquida no passado sugerem que Marte tinha ambientes habitáveis ​​há bilhões de anos. 

Características gerais

Marte tem um diâmetro de cerca de 6.779 quilômetros, pouco mais da metade do tamanho da Terra. Sua massa é de apenas 10% da massa da Terra, resultando em uma gravidade superficial de aproximadamente 38% da gravidade da Terra. Isto significa que uma pessoa que pesa 100 kg na Terra pesaria apenas 38 kg em Marte.

Posição no Sistema Solar

Quarto planeta a partir do Sol

Diâmetro

Aproximadamente 6,779 km

Tempo

6,42 × 10 ^ 23 kg (10% da massa da Terra)

Gravidade

3,71 m/s² (38% da gravidade da Terra)

Duração do dia (sol)

24.6 horas

Duração do ano

687 dias terrestres

Inclinación axial

25,2 graus (semelhante a 23,5 graus na Terra)

Temperatura média

-63°C (variações de -125°C nos pólos a 20°C no equador)

Atmosfera

Composto principalmente por dióxido de carbono (95,3%), nitrogênio (2,7%) e argônio (1,6%)

Pressão atmosférica

Menos de 1% da pressão atmosférica da Terra ao nível do mar

Superfície

Caracterizado por planícies vulcânicas, montanhas, vales, crateras e calotas polares

Satélites naturais

Duas pequenas luas: Fobos e Deimos

Atmosfera e clima

A atmosfera de Marte é muito mais fina que a da Terra, composta principalmente de dióxido de carbono (95,3%), com pequenas quantidades de nitrogênio (2,7%) e argônio (1,6%).

A pressão atmosférica na superfície de Marte é inferior a 1% da pressão atmosférica na Terra ao nível do mar.

Devido à sua fina atmosfera e à distância do Sol, as temperaturas em Marte são extremas, com uma variação média de -63 a -125 graus Celsius nos pólos durante o inverno a 20 graus Celsius no equador durante o verão.

Superfície e geologia

Recriação da geologia de MarteA superfície de Marte é uma mistura de planícies, montanhas gigantes e vales profundos.

Uma das suas características mais notáveis ​​é o Olympus Mons, o maior vulcão do sistema solar, elevando-se 22 quilómetros acima da superfície marciana. Outra característica importante é o Valles Marineris, um sistema de cânions que se estende por mais de 4.000 quilômetros, o que equivale a quase um quarto da circunferência de Marte.

Marte também possui calotas polares compostas de água gelada e dióxido de carbono congelado. Durante as diferentes estações, essas calotas polares se expandem e contraem.

A presença de minerais que só se formam na presença de água líquida sugere que Marte teve água líquida na sua superfície no passado, levantando a possibilidade de que alguma vez tenha existido vida.

Rotação e tradução

Marte tem um período de rotação semelhante ao da Terra, com um dia marciano, conhecido como “sol”, durando 24,6 horas.

Seu período orbital ao redor do Sol é de aproximadamente 687 dias terrestres, o que significa que um ano em Marte dura quase o dobro de um ano na Terra. A inclinação axial de Marte é de 25,2 graus, semelhante à inclinação de 23,5 graus da Terra, resultando em estações marcianas comparáveis ​​às da Terra, embora cada estação dure cerca de duas vezes mais.

A velocidade linear de Marte em sua órbita ao redor do Sol é de aproximadamente 86.871 km/h (24,13 km/s). Esta velocidade refere-se à velocidade com que Marte se move ao longo do seu caminho orbital.

A velocidade angular de Marte, que mede a mudança de sua posição angular em órbita por unidade de tempo, é de aproximadamente 3,34 × 10⁻⁷ radianos por segundo.

Luas de Marte: Fobos e Deimos

Marte tem duas pequenas luas, Fobos e Deimos, que foram descobertas em 1877 pelo astrônomo americano Asaph Hall.

Fobos, o maior dos dois, tem um diâmetro de cerca de 22,4 quilómetros e orbita Marte a uma distância de apenas 6.000 quilómetros, completando uma órbita em cerca de 7,7 horas. Por outro lado, Deimos, menor, com diâmetro de cerca de 12,4 quilômetros, orbita a uma distância de 23.460 quilômetros e leva 30,3 horas para completar uma revolução ao redor do planeta.

Ambas as luas têm formas irregulares e estão cobertas de crateras, sugerindo que sejam asteróides capturados pela gravidade de Marte. Fobos está em uma órbita que a leva gradualmente em direção a Marte e espera-se que eventualmente se separe ou colida com o planeta.

Exploração de Marte

Superfície de MarteA exploração de Marte tem sido uma prioridade para as agências espaciais há décadas.

A primeira missão bem-sucedida foi a Mariner 4 da NASA em 1965, que enviou as primeiras imagens em close-up de Marte. Desde então, houve muitas missões bem-sucedidas, incluindo orbitadores, aterrissadores e rovers.

Os rovers mais conhecidos são Spirit, Opportunity, Curiosity e Perseverance. Estes rovers exploraram a superfície marciana, em busca de sinais de água passada e condições habitáveis. Entre elas, destaca-se a missão Perseverance, que pousou em 2021, e que atualmente busca sinais de vida microbiana passada e coleta amostras de rochas e solos que uma futura missão poderá trazer de volta à Terra.

Potencial para a vida

A questão de saber se Marte alguma vez apoiou vida é um dos tópicos mais intrigantes da ciência planetária.

As missões encontraram evidências de que Marte já teve condições que poderiam ser adequadas para a vida. Isto inclui a presença de leitos de rios antigos, minerais que se formam na água líquida e metano na atmosfera, que na Terra é em grande parte produzido por processos biológicos.

Aparições de Marte no cinema

Marte tem sido uma fonte constante de inspiração no cinema, captando a imaginação do público com histórias de exploração, sobrevivência e contacto extraterrestre.

Aqui está uma olhada em alguns dos filmes mais notáveis ​​​​que exploraram o planeta vermelho:

"O Marciano" (2015)

'CartazBaseado no romance homônimo de Andy Weir, o filme dirigido por Ridley Scott e estrelado por Matt Damon conta a história de um astronauta que está preso em Marte e deve usar sua inteligência para sobreviver enquanto aguarda um resgate improvável.

O filme recebeu elogios por sua precisão científica e foco em engenharia e sobrevivência.

"Recordação Total" (1990)

Dirigido por Paul Verhoeven e estrelado por Arnold Schwarzenegger, este filme de ficção científica é baseado no conto "We Can Remember It for You Wholesale", de Philip K. Dick. Apresenta uma visão futurista e distópica de Marte, onde memórias implantadas e rebeliões contra uma corporação opressora desempenham um papel central.

"Planeta Vermelho" (2000)

Estrelado por Val Kilmer e Carrie-Anne Moss, este filme explora uma missão de resgate em Marte depois que uma tentativa de terraformação deu errado.

Embora tenha recebido críticas mistas, oferece uma visão intrigante dos desafios técnicos e humanos da colonização marciana.

"Missão a Marte" (2000)

Dirigido por Brian De Palma, o filme acompanha uma equipe de astronautas em uma missão para resgatar uma tripulação anterior e descobrir os segredos de Marte. O filme mistura elementos de mistério e exploração espacial, embora também tenha recebido críticas mistas por seu ritmo e narrativa.

"João Carter" (2012)

Baseado na série de romances de Edgar Rice Burroughs, o filme dirigido por Andrew Stanton apresenta um veterano da Guerra Civil Americana transportado para Marte, onde se envolve em uma guerra civil entre os habitantes do planeta.

Apesar do fracasso comercial, o filme é conhecido pelos efeitos visuais e pela ambiciosa adaptação da obra original.

Autor:
Data de publicació: 19 de junho de 2024
Última revisió: 19 de junho de 2024